Saiba quem foram os vencedores do ADCC 2015

No ADCC 2015, categoria até 66 kg, Rubens “cobrinha” Charles, um dos treinadores do campeão dos pesos pesados Fabrício Werdum, se sagrou bicampeão da competição. Cobrinha pegou as costas de Bruno Frazzato e venceu por 3×0 na semi final. Na grande decisão, venceu Augusto Tanquinho, por decisão dos árbitros.

Já na categoria até 77 kg, Davi Ramos conquistou o título de forma espetacular. Após vencer o já campeão mundial de jiu jitsu Gilbert “durinho” Burns, na semi final, com um mata leão, Davi venceu a grande decisão contra Lucas Lepri, finalizando o oponente com um armlock voador. Na categoria 88 kg, Yuri Simões passou a guarda e venceu a semi final contra o atual campeão Rômulo Barral. Na grande decisão, pegou as costas de Keenan Cornelius, marcou 3×0 e se sagrou campeão.

Rodolfo Vieira, lutando pela categoria até 99kg pegou as costas de Xande Ribeiro na semi final e saiu vitorioso do combate. Na grande decisão, venceu por decisão dos juízes e se sagrou campeão, confirmando seu favoritismo. Na categoria acima de 99 kg, Orlando Sanchez bateu Vinny Pezão na semi final. Na decisão, venceu Jared Dopp, por decisão.

Na disputa do absoluto, Claudio Calasans venceu João Gabriel Rocha na grande decisão. Após o empate em 0x0 persistir no placar, Calasans venceu por conta do oponente ter recebido mais punições do que ele próprio

Na categoria feminina até 60 kg, Mackenzie Dern deu show. Nas quartas de finais, finalizou Kethe Engen com uma chave de pé. Na semi final, conseguiu uma inversão pra cima de Bia Mesquita e venceu por 2×0. Na final, raspou Michelle Nicolini e a luta ficou empatada em 4×4. No entanto, Michelle havia recebido uma punição por conta de uma puxada de guarda na troca de clinches, manobra que rende menos 1 ponto nas regras da competição.

Já na outra categoria feminina, só que a de acima de 60 kg, Ana Laura Cordeiro venceu Amanda Santana na semi final, após uma catada de costas, o que lhe garantiu um 3×0. Na final, ela pegou a grande surpresa da competição, Jéssica Oliveira. Jéssica conseguiu superar ninguém mais ninguém menos do que o maior nome das competiçãoes de grappling feminino, Gabi Garcia, após conseguir uma inversão. Na decisão, Ana Laura não quis saber de surpresas e venceu a “zebra” por 12×0.

O campeão da categoria e do absoluto em 2011, André Galvão, enfrentou o campeão do absoluto em 2013, Roberto ‘cyborg’ Abreu, em uma das superlutas. Galvão venceu por 6×0, após conseguir pegar as costas do oponente em duas oportunidades. Em 2017, Galvão estará novamente na superluta, dessa vez enfrentando Claudio Calasans, campeão do absoluto neste ano de 2015.

No combate mais esperado desta edição do ADCC, dois ex pupilos de Carlson Gracie estavam frente a frente. Zé Mário Sperry enfrentou Ricardo Libório. Os dois degladiaram durante dois rounds. Ao final deles, os árbitros decidiram que deveria haver mais um, o de desempate. Este último garantiu a vitória de um dos fundadores e atualmente treinador da American Top Team, Ricardo Libório.

Fonte: Nocaute na Rede

Todos os direitos reservados. © 2014
Desenvolvido por webgt | CMS erweb